Em meio à guerra, GPB apoia a paz e a liberdade

A invasão da Ucrânia pela Rússia chega ao seu 26º dia. "Em pleno século XXI não é mais admissível uma atitude onde a força pelo poder prevaleça sobre a vida", lamenta o presidente do GPB

A Associação GPB - Grupo Pecuária Brasil, por meio de seu presidente Oswaldo Furlan Junior -, vem a público manifestar o seu apoio a paz e a liberdade diante do atual momento de grande tensão mundial. Afinal, nesta segunda-feira (21), a invasão da Ucrânia pela Rússia chega ao seu 26º dia, já tendo vitimado milhares de pessoas inocentes e obrigado outras milhões a serem deslocadas à força de suas casas, suas vidas e suas famílias.

"Em pleno século XXI não é mais admissível uma atitude onde morram pessoas, onde a força pelo poder prevaleça pela vida", frisa Furlan. "O GPB discorda totalmente da guerra, sem entrar no mérito de quem está certo ou errado. Pra nós, errado é aquele que tira a vida, mata civis e destrói o bem de terceiros".

Ainda de acordo com o presidente da Associação GPB, "antes de apertar um botão para ter uma guerra, tem que tentar buscar todos os limites possíveis, mesmo que uma das partes esteja cometendo infrações geopolíticas. Entendemos os dois lados, mas guerra não é a solução", frisa.

Furlan cita que o mundo todo está sofrendo com essa situação, haja vista que impacta no preço de várias comodities, tão importantes para movimentar vários setores da sociedade. "A economia mundial muda de direção, não é bom para nenhuma país do mundo, porque ocorre um descontrole global. Subiu o preço do barril do petróleo, impacta na inflação e, assim, no poder aquisitivo das pessoas".

Por fim, ele reforça que a história já provou que a nossa maior força vem da união. Por isso, faz questão de tornar público o posicionamento da Associação GPB, sendo solidária com a Ucrânia e ratificando a importância da paz, segurança, proteção e liberdade.

Instagram: @gpb_oficial | Facebook: grupopecuariabrasil | Youtube: Canal GPB - Grupo Pecuária Brasil

Por Natália de Oliveira/Agrovenki
Crédito da foto: Divulgação

Leia outras notícias no Blog do GPB